Preparai o caminho do Senhor!

1
Recebemos alguns informativos paroquiais e percebemos o quanto as Pascom - Pastoral da Comunicação - das paróquias deste imenso Brasil têm o compromisso sério de ser sal e luz! 
O texto a seguir foi retirado do informativo paroquial da Paróquia Santíssimo Sacramento, em Curitiba. Apreciem:





Esta profecia é muito atual, como somos lentos a perceber o que realmente pode nos trazer a paz. (Lc 19,42)
O Natal do Senhor é a resposta que buscamos, toda a história converge para Ele (Cl 2,9). Os quatro Domingos do Advento são um itinerário, uma via. Indicam também um tempo, uma geração, uma vida: um Caminho que nos levará à plenitude da Vida. Perfazemos este caminho com Cristo, como discípulos: ouvimos, vemos, sentimos, acompanhamos Jesus enquanto Ele nos oferece a oportunidade de aprendermos com Ele na esperança de chegarmos ao fim do caminho identificados com Ele (Gl 2,20).
Dezembro para nós é sinônimo de muitas realidades: consumir, festejar, presentear, reunir, mudar, renovar, recomeçar, avaliar, perdoar. Mas por que tudo isso?  Para que tantos esforços?
Responderia simplesmente: para nos prepararmos para o Natal do Senhor. Para que Ele venha fazer morada em nós, até participarmos da plenitude de sua divindade.
Consumir por consumir, nos leva ao desespero, à frustração. Consumir em vista de Cristo significa nos enriquecermos com os dons de sua graça.
Festejar por festejar, é euforia, barulho, superficialidade. Festejar o Natal é anteciparmos a indizível alegria do céu (Lc 2,13-14).
Presentear pode ser apenas darmos do que temos. Presentear como Cristo é darmos a nós mesmos (At 20,35).
Reunir família e amigos, temos muitas oportunidades para fazê-lo. Reunirmo-nos no Natal é desejar encontrar em cada um o próprio Senhor.
Renovar, recomeçar não em vista do que passou. Mas a partir do encontro com Cristo (DAp 12). Avaliar, perdoar, pois o Senhor não esperou que estivéssemos prontos para nos amar, Ele veio ao nosso encontro quando ainda éramos pecadores (Rm 5,8).
Neste Tempo forte do Advento somos renovados na Esperança. Diante do Deus-menino descortina-se possibilidades novas: Ele não condena, não impõe, não rejeita. Suscita a ternura, o sorriso, a verdade a paz.
Que tal celebrarmos o Natal de verdade? Natal é mais que olhar São Nicolau. Ele é santo porque descobriu no dom da partilha o gesto de Cristo que partilhou tudo conosco.
Passei num dos edifícios de nossa paróquia e vi alguns símbolos do natal - árvores, luzes, presentes, papais-noéis e me perguntei: “onde está Jesus?” Quero agora perguntar a você: onde está Jesus na sua vida? Ele vem ao seu encontro. Será que os sinais que ele encontrará indicarão que o está esperando?
Ainda insisto: o que ensinamos aos nossos filhos sobre o Natal? Pergunte a eles o que eles estão esperando neste natal: “Filho o que você mais gostaria neste Natal?”. Você tem a coragem de fazer esta pergunta? Comece por você mesmo.
Ainda é tempo: para conversão, para meditarmos a Palavra de Deus proposta diariamente até o Natal, para participarmos da Novena de Natal, para virmos rezar em comunidade a Santa Missa, para nos confessarmos, para colocarmos em destaque em nossa casa Aquele que dá sentido com seu natal à nossa vida: o Emanuel, Deus conosco, Jesus Cristo.

Pe. Fabio Endler - Pároco da Paróquia Santíssimo Sacramento – Curitiba – PR - Texto publicado no Informativo Paroquial, A Voz da Paróquia Santíssimo Sacramento, Ano VII, nº61 – Dezembro/2011.

1 comentários:

Catequista Sheila disse...

Oi amigas
já começou a votação, já pediram votos aos seus amigos?
vai até o dia 24/12, viu?
boa sorte e fiquem com Deus.

Postar um comentário

Que a graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo lhe acompanhem!
Seu comentário é precioso.
Muito obrigada!
Afetuosamente,
Clécia e Sandra

Related Posts with Thumbnails