"Comungar é tornar-se um perigo, viemos pra incomodar!"

7
*
"Não fostes vós que me escolhestes; fui eu que vos escolhi e vos designei, para dardes fruto e para que o vosso fruto permaneça. Assim, tudo o que pedirdes ao Pai, em meu nome, ele vos dará." João 15,16
*
Estamos começando em Nossa Paroquia a Semana de Formação Catequética. Começamos ontem durante a missa da noite com a troca de posse da coordenação e com a missa do Envio, e de hoje ate sexta-feira teremos todas as noites Palestras, Seminarios e Oficinas no intuito de preparar novos catequistas e de fazer uma reciclagem nos catequistas já atuantes.
.
Estou auxiliando na coordenação desta pastoral com mais 3 irmãos de fé, são eles: a Kadija como coordenadora, o Evandro tesoureiro e Ailton o Secretario, e durante a nossa preparação para fazer acontecer essa Semana de Formação tive muito medo. Medo de não saber o que fazer, medo de não saber o que dizer, medo de não conseguir cumprir todos os compromissos assumidos, medo de magoar a quem amo, mede de não ter tempo para meu filho e minha familia. Principalmente tinha medo do medo. Mas como ouvi de uma grande e valiosa amiga, o medo é cruel e covarde, ela nos dimiui ate o ponto de nos atrofiar. Mas naquele momento aquelas palavras entraram por um ouvido e sairam pelo outro. Cheguei ao ponto de desistir de participar dessa missão que Deus me deu. Mas ontem meus amigos, ontem fiz as pazes com Deus.
.
Ha muito tempo que não me comungo. Não por estar irregular com a Igreja. Não. Mas por não me sentir digna e preparada. Agora eu sei que isso me deixou fraca edesmotivada, mas ontem, algo me empurrou para aquela fila da comunhão. Algo mexia os meus pés, algo postou as minhas mãos em preparo e no momento do reencontro senti o Espirito Santo de Deus em mim. Não sei como descreve-lo aqui, só sei dizer que nunca tinha sentido aquilo tão intenso, tão sublime e sereno. Lembro-me com graça o semblante de nosso Paroco ao me reconhecer. Era uma expressão de surpresa e felicidade.
.
Mas no caminho de volta ao meu lugar, senti a falta de um sorriso amigo, daquela que me ajudou a retornar a catequese quando me encontrava afastada, falta daquela que foi minha companheira de catequese ano passado.
.
Agora que tornei-me perigo, devo incomodar aquela de quem TODOS sentem a falta e comentam o seu subito afastamento. Não direi o nome dela aqui, mas ela saberá que é pra ela isso que escrevo.
.
DEUS PRECISA DE VOCÊ!
.
EU PRECISO DE VOCÊ!
.
A CATEQUESE PRECISA DE VOCÊ!
.
Queridos leitores blogueiros, se você conhece alguém que pensa em "dar um tempo" nessa missão, não permita que isso aconteça. Por maior ou menor significancia que você acha que ele tenha dentro da sua comunidade, não deixe que o cansaço e que o medo dominem a fé deste catequista. Oremos juntos
.
OREMOS: Ó Deus, tu que nos chamastes pelo nome para evangelizar e anunciar ao mundo o amor que tu vivestes, dai-nos a graça de permanecermos sempre unidos e perseverantes e nossa fé, fazei com que vivamos sempre em comunhão e fraternidade,Vós que vive e reinas pelos séculos. Amém
.
Sandra Avelino
Catequista da Paroquia Nossa Senhora do Perpetuo Socorro
Arquidiocese de Feira de Santana - Bahia
Amiga, eu nunca desistirei de você.

7 comentários:

Anônimo disse...

É isso mesmo Sandra... Amiga não confirme a fraqueza pois isso não é de Deus, não abandone a caminhada pois você é muito especial para obra do Senhor. Por favor me ajuda, nao me deixe... EU também preciso muito de você!

Silvana Santos

Anônimo disse...

Um breve comentario e metendo a foice em seara alheia. Chamados ao trabalho a partir de um convite de intimidade com Deus,somos levados a fazer render os talentos e a dar frutos. Essa acçao de entrega deve ser tomada a partir de uma adesao sincera e confiada. Ha pouco me diziam de forma ironica que alguem podia estar entre a cruz e a espada, respondi que podia optar pelas duas na dimensao da salvaçao e da justiça, na dimensao de um agir em Cristo em Verdade. Optar é sempre doloroso, é a escolha do Caminho e o Caminho é Ele.

Anônimo disse...

Em alguns momentos nos sentimos fracos, tristes e com medo. É justamente nesse momento que precisamos ir lá no fundo de nós mesmos, buscar a nossa força maior e beber de água mais profunda, mas também precisamos nós lembrar sempre de onde devemos estar e principalmente o que eu quero buscar. A volta é certa, o momento é que pode dura um dia, um mês ou até um ano.Mais ele chega, pois esse não é o primeiro e também não será o unico.

Anônimo disse...

É nos momentos mais dificeis que Deus se faz presente em nossa vida. Seja na Palavra, na figura do irmão, em um texto de um amigo, no olhar carinhoso de alguém. Obrigada por esse texto inspirador. Tenho certeza que a receptora mor deste texto sentiu-se tocada.

Anônimo disse...

O terceiro comentario pode ser alvo de comentario... mas nao sei se deva... Ha algo nele de justificativo, de leitura de um agir pessoal de raizes profundas de quem precisa parar para se reconhecer e ser mais... Talvez sim .. todo o caminho é caminho...

João ( sempre ) disse...

Na verdade, a autoria dos comentarios dois e cinco deve ser esclarecidae tornar -se clara como as aguas limpidas que nao advêm das tempestades inesperadas e fortes. Daí que eles tenham surgido como ponto e contraponto de intervençao que julguei necessário para alguem que prezo pelo seu trabalho e dedicaçao à Igreja de Feira. De Portugal, o meu abraço lusitano a Clécia.... Ela nao se afastará porque os seus olhos se engrandecem em Deus...rsrsrsrs
João

jairo disse...

Que a paz de Jesus esteja contigo, fiquei muito feliz ao encontrar este texto na net. vejo que o que nos motiva, é maior que nossos medos e desanimos.
Seja sempre este instrumento de DEUS no meio dos homens, não por tua força, mas pela força que brota do peito aberto de JESUS lá da cruz e que o recebemos na santa comunhão.
Que a paz esteja hoje e sempre em teu coração.

Postar um comentário

Que a graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo lhe acompanhem!
Seu comentário é precioso.
Muito obrigada!
Afetuosamente,
Clécia e Sandra

Related Posts with Thumbnails