A Espiritualidade do Catequista - Dimensões

2
Todo ano vivemos a Semana de Formação para Catequistas em nossa paróquia. Ir. Anita Viapiana, nos falou sobre "A espiritualidade do catequista" de forma tão bela e entusiasmante que logo pensei: é assim que preciso ser!

Partilhamos com vocês, um texto usado pela irmã.
Desconhecemos a autoria.



DIMENSÕES DA ESPIRITUALIDADE DO CATEQUISTA

Sem uma espiritualidade que acalente e alimente,
 o nosso trabalho como catequistas torna-se mero ativismo.

a)      ESPIRITUALIDADE  BÍBLICA:
A Bíblia ocupa um lugar muito especial na espiritualidade do catequista. Dessa espiritualidade bíblica vai depender a maneira como o catequista orienta seus catequizandos. Ele precisa despertar  nos seus catequizandos o gosto pela Palavra de Deus. Quem não tem nenhuma familiaridade com a Bíblia dificilmente fará uma catequese bíblica.

b)     A  ESPIRITUALIDADE PROFÉTICA
Na qualidade de profeta, o catequista deve fazer a experiência de Deus marcada pela indignação diante da injustiça, da opressão, da marginalização e da exclusão. O catequista fala em nome de Deus, mas também em nome dos oprimidos e injustiçados que não tem voz.

c)      A ESPIRITUALIDADE DE COMUNHÃO
Faz parte da espiritualidade do catequista caminhar com a igreja e a comunidade. Não se pode seguir um caminho próprio, desligado da ação pastoral da paróquia. A comunidade é o espaço apropriado para construir novas relações, baseadas no diálogo, na compreensão e na cooperação mútuas, no serviço desinteressado e na entrega de si mesmo pelo bem dos demais, a exemplo de Jesus Cristo.

d)     A ESPIRITUALIDADE “APAIXONADA”
Catequistas apaixonados pela sua missão dão testemunho da beleza desse ministério na Igreja e não desistem facilmente, mas  perseveram.
Essa paixão deve gerar na pessoa do catequista a alegria, a descontração. A espiritualidade supõe a capacidade de rir de nós mesmos, de saber olhar com certa distância os fatos difíceis de serem vividos. Jesus também agiu com senso de humor. Junto com o humor vem a paciência, que é a capacidade de resistência que muitas vezes perdura tempo.

e)      A ESPIRITUALIDADE  DO  COTIDIANO
Nossa espiritualidade precisa ser moldada pelo nosso cotidiano. Uma pergunta indispensável é esta: Se Jesus vivesse na atual sociedade, como ele falaria hoje? Sura oração era cheia de comparações e símbolos do seu tempo. Quais recursos ele hoje utilizaria para anunciar o Reino? Não se pode separar espiritualidade da vida, e nem considerar que na oração deve-se deixar de lado os problemas que nos atingem.

f)       A  ESPIRITUALIDADE  MISSIONÁRIA
O catequista missionário deve encontrar em Jesus, o Bom Pastor, o seu modelo e guia interior no desempenho da missão de educador da fé. O seu amor deverá ser intenso e ao mesmo tempo expansivo. Sua ação missionária consiste em levar a mensagem de fé no coração da família do catequizando, como fez Jesus em suas visitas, proclamando o amor e misericórdia de Deus: “hoje a salvação entrou nesta casa” (Lc 19,9)

g)      ESPIRITUALIDADE  SACRAMENTAL
É na celebração dos Sacramentos que o catequista missionário é fortalecido para o exercício do seu ministério, experimentando significativamente a alegria do perdão de Deus, e a força que brota da Eucaristia, fonte e ápice da vida cristã. A Eucaristia é   de todos os outros sacramentos para levar a perfeição e comunhão com Deus Pai, na identificação com Jesus seu Filho pela ação do Espírito Santo;



PESSOA DE ESPIRITUALIDADE, QUE QUER CRESCER EM  SANTIDADE.
DNC  Nº264

O catequista coloca-se na escola do Mestre e faz com Ele uma experiência de vida e de fé.
Alimenta-se das inspirações do Espírito Santo para transmitir a mensagem com coragem, entusiasmo e ardor.  “Esta 1é a vida eterna: que conheçam a ti, o Deus único e verdadeiro, e a Jesus Cristo, aquele que enviaste” (Jo 7,3).
Nutre-se
da Palavra,
da Eucaristia
da vida de oração,
e da devoção mariana.
Falará mais pelo exemplo do que pelas palavras que profere (DF CR 146).
A verdadeira formação alimenta a espiritualidade do próprio catequista, de maneira que sua ação nasça do testemunho de sua própria vida.

2 comentários:

elanycatequista disse...

Demais este texto...
Muito produtivo para futuras reflexões em grupo.
Obrigado por partilhar meus anjos.
Paz e Bem!

Imaculada Cintra disse...

Oi amadas, saudade muita de vcs duas...
Muito bom esse material, com certeza vou suar poraqui nas minhas andanças...

beijussss

Postar um comentário

Que a graça e a paz de Nosso Senhor Jesus Cristo lhe acompanhem!
Seu comentário é precioso.
Muito obrigada!
Afetuosamente,
Clécia e Sandra

Related Posts with Thumbnails